quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Segundo denúncia IML de Parnaíba está sem vigia noturno

De acordo com denúncia de leitores, os servidores terceirizados do Estado do Piauí, lotados no Prédio do IML (Instituto Médico Legal), posto avançado de Parnaíba, estão impedidos de fazer remoção de corpos por irregularidades no contrato entre a Empresa Mutual e a Secretaria de Segurança.

Os 6 (seis) servidores terceirizados contratados para a função de Serviço Gerais estão sendo utilizado no serviço interno do IML. Ainda segundo o leitor, além destes seis servidores que prestam serviço diurnos, existem mais 3 (três) lotados na função de vigia, sendo que um deles entrou de férias e na data de 07/08.
O mais grave é que, segundo a denúncia, por conta da utilização destes prestadores de serviço em outras atividades, o prédio do IML está sem vigia noturno e um corpo de um jovem teresinense por nome Francisco Gabriel Almeida de Aquino vítima de afogamento na Praia da Pedra do Sal em Parnaíba, encontra-se depositado na geladeira fúnebre do IML sem nenhum tipo de segurança durante a noite.
Com informações do Portal do Águia | Edição: Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário