sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Gustavo Neiva critica infirmações divergentes sobre contratos do Governo

O deputado Gustavo Neiva(PSB) ocupou o grande expediente da sessão desta quinta-feira(3) para repercutir matéria divulgada pelo Jornal Diário do Povo de hoje, que levantou suspeitas sobre as privatizações de empresas públicas e as chamadas PPPs – Parcerias Público-Privadas.
Gustavo destacou que o jornal fez uma análise de forma cronológica, relacionando todas as empresas que herdaram a gestão de empresas públicas como rodoviárias, Ceasa e, mais recentemente, a Agespisa. O deputado também levanta suspeitas sobre algumas “coincidências”, como a do endereço das empresas envolvidas e do escritório da superintendente, Viviane Moura, que funcionam no mesmo prédio.
O deputado também pediu explicação para o fato de terem lhe enviado dois relatórios sobre as PPPs das rodoviárias, com informações divergentes. “Num relatório informaram que o contrato era de 24 meses e no outro era de 180 meses de validade, com obrigação de pagar 2% do faturamento das empresas para o Estado”, disse Gustavo Neiva. 
Com informações de Edmundo Moreira - Edição:Katya D'Angelles

Nenhum comentário:

Postar um comentário