quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Eleitores de Miguel Leão voltam às urnas no próximo domingo

Os 1.242 eleitores do município de Miguel Leão vão voltar às urnas neste domingo (6). Eles vão escolher o novo prefeito da cidade, após a cassação de Joel de Lima (PSD) e seu vice Jailson de Sousa (PT). Os dois foram acusados de conduta vedada a gestor público. A eleição suplementar acontece nove meses após o pleito de 2016.
Resultado de imagem para Joel de Lima (PSD) e seu vice Jailson de Sousa (PT)
Jailson de Sousa, vice que foi cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE), agora disputa a prefeitura tendo como vice Evandro Roberto Silva. Os dois integram a coligação "Para continuar crescendo (PT-PSD)". Do outro lado, pela coligação "Renovar é Preciso (PR-PP)", concorrem Roberto César de Arêa Leão Nascimento (PR) e o vice Gonçalo Batista dos Santos.
Os registros dos candidatos foram deferidos no dia 13 de julho pelo juiz da 58ª eleitoral, Carlos Alberto Bezerra Chagas. O cartório eleitoral que abrange a Miguel Leão tem sede em Monsenhor Gil e está funcionando em regime de plantão das 7h às 19h.
A propaganda política teve início no município em 7 de julho, segundo o calendário eleitoral divulgado pelo TRE. Hoje, por exemplo, nenhum eleitor poderá ser detido ou preso salvo as excessões previstas na lei eleitoral. O dia 3 é a data limite para a realização de comícios. Os candidatos poderão fazer caminhada até às 22h de sábado.
No domingo (6), como já é de costume, a votação vai acontecer das 8h às 17h. A apuração acontece logo em seguida.
A cassação
Joel de Lima foi o primeiro prefeito eleito que teve o mandato cassado após as eleições de 2016. Ele foi acusado ainda de abuso de poder político e econômico por ser prefeito concorrendo a reeleição e ter participado de inaugurações em período vedado. O prefeito esteve na inauguração de um Centro de Idosos e de um estádio de futebol chamado Altamirão. 
Na época das eleições de 2016, ele teve o registro da candidatura cassado pelo juiz da zona de Monsenhor Gil, mas mesmo assim seguiu com a candidatura. Joel foi eleito com 53,52% dos votos válidos, foi diplomado e tomou posse no dia 1 de janeiro deste ano.
Quem assumiu a prefeitura foi o presidente da Câmara Municipal de Miguel Leão, Antônio José de Abreu (PT), que também teve o mandato de vereador cassado pelo TRE no dia 19 de junho.
cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário