segunda-feira, 10 de julho de 2017

Acidente com comboio do Exército deixa um morto e 30 feridos em rodovia do PI

O Exército confirmou na noite deste domingo (9) que o soldado que morreu no grave acidente na PI-113 foi Pedro Henrique Pimentel. Na rede social, o avô do rapaz fez o comunicado e recebeu mensagens de solidariedade dos internautas. O acidente ocorreu com caminhões do 2º BEC quando transportavam soldados próximo ao município de Barras. Cerca de 30 oficiais ficaram feridos. 
O comboio do Exército que tombou provocando uma morte e deixando 30 feridos na cidade de Barras era formado por três veículos sendo dois levando oficiais e um transportando um equipamento que é usado para a construção da ponte. O veículo que tombou estava no meio do comboio e pertence ao 2º BEC. Do lado do acostamento há um meio-fio onde o veículo bateu e desceu uma ribanceira por cerca de 100 metros de distância.
"Foi uma operação de guerra. Ninguém estava esperando. Foi um cenário atípico no domingo e o hospital se mobilizou totalmente e convocamos todos os municípios muito rápido", disse a enfermeira Hortência Lages a equipe da TV Cidade Verde no hospital.
Pelo menos três militares já chegaram ao Hospital de Urgência de Teresina com vida, eles foram identificados pelo hospital como:
Todos estão sendo submetidos a exames de imagem e laboratoriais pela equipe de traumas que está de plantão. Familiares de vítimas formam uma aglomeração em frente do HUT em busca de informações sobre as vítimas. Militares do 2º BEC recebem neste momento familiares das vítimas a procura de informações sobre os feridos. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, há médicos militares nos hospitais da capital que estão acompanhando as vítimas feridas.
A Secretaria Estadual de Saúde confirmou até o momento uma morte no acidente que envolveu o comboio do Exército em Barras. A vítima fatal tem somente 18 anos não teve a identidade divulgada e não chegou a ser socorrida no hospital pois morreu ainda no local do acidente. O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal de Teresina. Cerca de 30 vítimas deram entrada no Hospital Estadual Leônidas Melo, em Barras. A maioria teve escoriações e estava em estado de choque, destes, seis em estado grave. Outros cinco foram transferidos para o Hospital de Urgência de Teresina(HUT). E um paciente já foi transferido para um hospital particular da capital.
A primeira vítima transferida ainda com vida acaba de chegar ao Hospital de Urgência de Teresina, trazida pelo Corpo de Bombeiros. O militar foi identificado como Moacir pereira da silva Junior, de 22 anos e está sendo avaliado neste momento...
Ainda foram transferidos quatro pacientes estabilizados, mas com fraturas, para o HUT. Os demais pacientes foram liberados e estão em deslocamento para Teresina, para exames complementares. 
Todos os Hospitais da região foram acionados, sendo disponibilizadas equipes de saúde, entre médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem, além de ambulâncias dos Hospitais e do SAMU, que foram enviadas ao local do acidente e que levaram os pacientes aos demais hospitais. Os resgates também foram feitos pelo GAV – Grupo de Resgate Voluntário, de Barras.
Um caminhão do Exército que transportava mais de 30 militares tombou na PI 113 próximo a cidade de Barras, a 119 km de Teresina. Até o momento há confirmação pelo menos um óbito no acidente. Cerca de cinco pessoas foram levadas em estado gravíssimo para o hospital Leônidas Melo. O acidente ocorreu às 13h na altura do povoado Cantinho, entre Barras a Cabeceiras.
A assessoria de comunicação do 2º Batalhão de Engenharia de Construção em Teresina confirmou o acidente e que uma equipe de militares foi enviada ao local para prestar socorro às vítimas. 
Três viaturas do Corpo de Bombeiros foram destinadas para o local e uma equipe do Hospital de Urgência de Teresina, HUT, também foi acionada para ajudar no resgate aos feridos. O Instituto Médico Legal de Teresina também foi encaminhado para o local.
Os militares faziam guarda de uma ponte no município de Batalha e estavam fazendo a troca de plantão no revezamento.
A Secretaria Estadual de Saúde informa que os hospitais Piripiri, Campo Maior, Luzilândia, Esperantina e Parnaíba também já foram acionados. Foram enviadas equipes de ambulância com médicos e enfermeiros e foram disponibilizados leitos de UTI em Piripiri e Parnaíba, caso haja necessidade iminente.
cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário