quinta-feira, 29 de junho de 2017

Quem está querendo prejudicar ou "usar" os músicos parnaibanos? Certamente não é a Prefeitura de Parnaíba

Todas as homenagens à nossa Banda Municipal no "São João"
Assessor de Imprensa da Câmara Municipal, em 6 oportunidades (6 anos), conheço a existência da lei municipal  nº 2.277 de 31 de outubro de 2006, que estabelece obrigatoriedade de apresentação de bandas locais em shows realizados no município de Parnaíba. Conheço seu autor: vereador Carlos Alberto Sousa Santos, como igualmente conheço o prefeito que a sancionou: José Hamilton Furtado Castelo Branco, em 2006. Mas não conheço que alguém, algum dia, tenha lutado para que essa lei fosse executada ipsis litteris. Nem mesmo o seu autor, vereador Beto.
O que está havendo agora, por trás desse movimento, querendo dizer que a Prefeitura de Parnaíba não contratou artistas locais? De onde são os grupos que foram aos diversos bairros de Parnaíba? Até na zona rural? 
Alias, quantos artistas, grupos musicais, "skemas", existem em Parnaíba? A prefeitura tem condições de acolher todo mundo, contratar a todos? Quem fez isso antes, qual o prefeito? O Florentino? O Zé Hamilton? O Paulo Eudes? O Zé Filho?!!!
Olhem para trás e avaliem qual outro evento da Prefeitura prestigiou mais o artista local e da região que o São João da Parnaíba nº 17. 
Reunião do Sindicato dos Músicos de Parnaíba hoje, com o promotor de Justiça Antenor Filgueiras Lôbo Neto? Quase um mês após o início do evento? Com que objetivo? Criar factoide? Vai adiantar do quê? Em que e de que forma o promotor vai interferir? Mandando apagar todas as apresentações já realizadas?
Realmente, a tolice humana é uma mina inesgotável. Querem a qualquer custo enlamear um evento que criou uma dimensão inimaginável neste governo! E que mal nenhum está fazendo a ninguém! Só porque o prefeito é o Mão Santa? Cresçam e apareçam!
Meus caros escrevinhadores da oposição: continuem fantasiando, criando factoides, que o prefeito Mão Santa, eleito democraticamente pela maioria, vai continuar trabalhando.
Ah! Teófilo Lima, nosso superintendente de cultura, comentava comigo ontem: Cara, sou músico, não vou jamais desprestigiar minha classe. É só conversar com eles, e eles dirão do tratamento que estão tendo. Nunca tocaram tanto, a começar pela banda municipal, composta de excelentes músicos também".
É isso aí, cara! Continue seu trabalho, firme e forte. Afinal, sempre esteve certo o jornalista Ibraim Sued, que dizia: "Os cães ladram e a caravana passa".
CONHEÇA A LEI DO VEREADOR BETO:
Por:Bernardo Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário