sexta-feira, 9 de junho de 2017

À TV Globo, detento da Major César diz que só não foge por consciência

No programa Profissão Repórter exibido nesta quarta-feira (07), um dos presos da Colônia Agrícola Penal Major César, confessou à reportagem que só fica preso “pela consciência”.
internamajor.png
Ele se referia à facilidade com que é possível entrar e sair da unidade, localizada às margens da BR-343, entre Teresina e o município de Altos.

Acompanhado do presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí, José Roberto, o repórter conseguiu entrar na Major César pela “porta dos fundos”, aberta no local que deveria estar cercado.

“A gente fica preso pela consciência, aqui”, disse o detento.

No local, não há estatísticas sobre fugas, já que o entra e sai é constante. As guaritas estão abandonadas por falta de policiais, a comida ainda é servida em sacos plásticos.

No local onde ficam os presos de mau comportamento, um deles aponta: “É a maior seboseira aqui”. Ele se refere à falta de higiene. Os entrevistados também reclamam da coceira, sintomas da sarna, doença que já atinge 39% da população carcerária no Piauí.
180

Nenhum comentário:

Postar um comentário