sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Vereadora Neta Castelo Branco agradece início das obras na quadra do Bairro Santa Luzia


Foram iniciadas as obras de recuperação da quadra esportiva localizada na Avenida José de Moraes Correia, em frente à Escola Plautila Lopes, no Bairro Santa Luzia. A reforma é fruto do Requerimento nº 231/2015 de autoria  da vereadora Neta Castelo Branco, apresentado por ela pessoalmente ao Secretário de Esportes, Heleno Maia e ao Prefeito Florentino Neto. 
A recuperação visa atender um pleito antigo daquela comunidade que necessita de espaço adequado para a prática esportiva, além de contribuir com a conservação do patrimônio público e melhoria do aspecto urbanístico daquela área.

A estranha relação entre o cão e o gato – Reflexão sobre a detenção de um cinegrafista em Parnaíba


Por:Pádua Marques(*)
Ainda está levantado fumaça e fedendo a palha queimada o ocorrido do final de semana dentro de uma delegacia policial de Parnaíba quando o cinegrafista Juciê Machado, da TV Costa Norte foi impedido, teve seu equipamento de trabalho apreendido e ficou detido por estar registrando uma ocorrência de grande repercussão. Eu não vou pormenorizar o crime e o que era porque isto é menos importante neste momento.
Particularmente eu como jornalista nunca fui de andar em porta de delegacia atrás de ver como a polícia trabalha em investigações desse ou daquele crime. Eu sempre acreditei e ainda acredito que a relevância que a imprensa deve dar ao trabalho policial deve ter acima de tudo um critério de racionalidade. Acontece que o repórter sempre está em busca da novidade e da exclusividade e esquece que tem um compromisso de respeito por ele mesmo.
Sempre achei e ainda acho a relação de alguns policiais, civis ou militares, muito falsa com a imprensa. É a velha e conhecida história da amizade do cão com o gato. O primeiro usa a força e a autoridade para intimidar. O segundo usa a astúcia para retirar do primeiro tudo aquilo de que necessita. Um fica sempre devendo ao outro. Podem o cão e o gato comer a mesma ração, dormir longos e bons sonos no mesmo canto da sala e até brincarem juntos. Mas tem sempre aquela hora em que um dos dois não está para brincadeiras e os dois acabam se estranhando.
Eu me lembro de um livro que escrevi há uns cinco anos, uma fábula, A Grande Festa dos Bichos, sobre esta estranha e nem sempre fiel amizade entre eles. Alguns são interessantes pela forma como vivem e se comunicam. Outros são mais exóticos e até vaidosos quando estão de posse de um território. Essa questão da vaidade está em todas as profissões. Médicos são vaidosos. Políticos são vaidosos. Cientistas e artistas são extremamente vaidosos. Quem é que não gosta de aparecer na mídia ostentando um feito? E o repórter faz o papel do gato. Tem seus recursos para tirar o máximo de proveito desse ou daquele ocorrido.
Esta relação delicada e nem sempre fiel entre policiais e repórteres leva certamente a um desgaste das duas partes. Puída feito corda de puxar balde. Pelo lado da polícia, o de sempre quando quer projeção corre em busca de quem detém a mídia e usando o princípio da intimidação sutil. É bonito e dá orgulho se mostrar na televisão, nos blogs e portais ostentando equipamentos e autoridade. É relevante aparecer de vez em quando em eventos abraçados com repórteres e se dizendo amigos.
Pelo lado do repórter porque se deixa ser refém da autoridade policial e daquilo que ela está fazendo. Ocorrências policiais são matérias de consumo barato e tem todo dia na banca da feira. Essa situação cria nele repórter e no seu trabalho final uma dependência, quase química em somente cobrir a atuação nos plantões de delegacias. E a gente está cansado de ver muito repórter abraçado com trincas de policiais, sejam civis ou militares, se dizendo até compadres. Com todo o respeito, cães e gatos vão ser eternamente animais diferentes.
Pádua Marques, jornalista e escritor.

Semana da Imprensa de Parnaíba começa nesta sexta-feira (04)


A Associação dos Comunicadores Sociais de Parnaíba (ASCOMPAR) divulgou a programação oficial da 53ª Semana da Imprensa de 2015. O evento é uma tradição de Parnaíba que reúne profissionais da comunicação de diversas épocas e que contribuíram com a cidade através de suas atividades. 
Rubens Freitas, fundador da Semanada Imprensa.
Na oportunidade, todos se conhecem melhor e podem trocar experiência, além de homenagear amigos de profissão. A Semana da Imprensa foi instituída pelo, então, jornalista Rubens da Páscoa Freitas, que também foi o primeiro secretário de Comunicação de Parnaíba.
Programação:
Sexta-feira (04/09)
Entrega do histórico da entidade às 12h para votação pela Câmara Municipal de projeto incluindo o evento no calendário turístico de Parnaíba.
Sábado (05/09)
Participação dos comunicadores às 19h na Celebração Eucarística do festejo da padroeira Nossa Senhora da Graça, na igreja catedral.
Domingo (06/09)
Pela manhã visita ao túmulo do jornalista Rubem Freitas, idealizador da Semana da Imprensa no Cemitério da Igualdade, região central de Parnaíba.
Quarta-feira (09/09)
Entrevista do jornalista Bernardo Silva à Rádio Liderança FM às 10h30 e às 11h30 na Rádio Igaraçu pelos radialistas Flávio Ayres e Jaime Lins.
Quinta-feira (10/09)
O jornalista Pádua Marques dá entrevista ao meio-dia na TV Delta. Às 12h30 o jornalista Bernardo Silva concede entrevista à TV Costa Norte e no final da tarde será celebrada missa na igreja de São Sebastião em memória dos radialistas Rubem Freitas e Cícero Evandro dos Santos.
Sexta-feira (11/09)
Entrega do Diploma do Mérito Jornalístico a personalidades como o turismólogo Kalberto Carvalho Damasceno, à Escola Simplício Dias, do SESI, Grupo Claudino, Rádio Igaraçu e a Pastoral da Comunicação da Diocese de Parnaíba seguido de um coquetel na sede da Federação das Indústrias do Estado do Piauí, na rua Riachuelo, às 19h30. Nessa ocasião será coroada a Rainha da Imprensa de 2015.
Sábado (12/09)
Coquetel oferecido pela Prefeitura Municipal de Parnaíba, entrega de diplomas ao jornalista Kenard Kruel, Câmara Municipal, Superintendência de Cultura, SESC Caixeiral e ao Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Parnaíba. Serão entregues os prêmios sobre reportagens televisivas e no final da noite encerrando a programação será reservado para a Seresta da Imprensa nos jardins da Fundação Raul Bacellar, na Rua Vera Cruz, bairro São José. 

Universal é condenada por estimular fiel a largar camisinha e tratamento de Aids


Um homem portador do vírus da Aids ganhará R$ 300 mil em indenização por danos morais após a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) influenciá-lo a interromper seu tratamento médico em nome da cura pela fé.
A decisão foi da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. Conforme os autos do processo, o homem teria sido motivado a se relacionar sexualmente com a mulher sem o uso de preservativos, adquirindo então o vírus da doença. Ele também teria sido obrigado a ceder bens materiais para a igreja, segundo informações do site do TJ-RS.
O colegiado chegou a esse valor da indenização após ser informado do estado crítico de saúde a que o homem chegou por deixar de tomar a medicação, em setembro de 2009. Poucos meses depois, com a queda da defesa imunológica, o soropositivo ficou em coma induzido por 40 dias devido a uma broncopneumonia.
O homem e ficou hospitalizado durante 77 dias. A vítima, que adquiriu o vírus em 2005, chegou a perder 50% do peso.
Para o relator do processo, o desembargador Eugênio Facchini Neto, os laudos médicos e o depoimento de uma psicóloga são provas de que o abandono do tratamento pelo paciente, assim como o próprio contato com o vírus, resultou das visitas aos cultos. Esses fatos, somados a outras provas como testemunhos e reportagens, convenceram o magistrado sobre a atuação decisiva da Igreja Universal no sentido de direcionar a escolha do rapaz.
"Assim, apesar de inexistir prova explícita acerca da orientação recebida pelo autor no sentido de abandonar sua medicação e confiar apenas na intervenção divina, tenho que o contexto probatório nos autos é suficiente para convencer da absoluta verossimilhança da versão do autor", avaliou Facchini Neto.
Fonte: Com informações de Ig
Publicado Por: Apoliana Oliveira

Litoral aguarda 25 mil turistas no feriado prolongado do Sete de Setembro


As praias do litoral piauiense em Parnaíba, Luís Correia e Cajueiro da Praia aguardam cerca de 25 mil turistas neste feriado prolongado. Os turistas são originários principalmente de Teresina, São Luís e Fortaleza, de onde devem sair ônibus extras. 
A expectativa é que o número de turistas seja 40% maior do que em relação à Semana Santa. 20 ônibus extras saem de Teresina, 15 de São Luís e 10 de Fortaleza em direção a Parnaíba. 
O administrador da rodoviária de Parnaíba, Francisco Mendes, alerta os turistas para se prevenirem em relação à falta de segurança. “Temos problemas de segurança, porque não temos policial e a guarda vem ligeiramente”, admite. 
PRF
Quem irá para o litoral de carro, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) já deflagrou a operação Independência, na qual aumenta a fiscalização nas rodovias federais que dão acesso ao litoral. 
De acordo com o inspetor Claudiomar Rodrigues, o reforço no policiamento visa combater as ultrapassagens irregulares e os excessos de velocidade. “As ultrapassagens em faixa contínua provocam as colisões frontais que geram um terço das mortes no trânsito, aliada à alta velocidade. Os radares estarão nas estradas para combater esse excesso de velocidade”, destacou. 
O fluxo de veículos deve ser intenso na tarde desta sexta e na manhã do sábado. 

Caroline Oliveira
Com informações de Darival Júnior - direto do Litoral 
carolineoliveira@cidadeverde.com

Vereador Carlson Pessoa fomenta debate na Câmara sobre uma solução para falta de segurança nos cemitérios




Na quinta feira (03/09) pela manhã, familiares e amigos da senhora que teve o corpo violentado no Cemitério da Igualdade, fizeram uma manifestação pedindo providências dos poderes públicos em frente a Câmara Municipal de Parnaíba. O vereador Carlson Pessoa (PSB) esteve no ato em apoio a família enlutada e, durante a sessão realizada excepcionalmente ao meio dia no Legislativo, o parlamentar fez um requerimento verbal. Pessoa solicitou que o Executivo determine a vinda do responsável pela manutenção dos cemitérios de Parnaíba no dia 15 de setembro, a fim de que o mesmo explique na referida Casa de Leis que medidas estão sendo tomadas para sanar os inúmeros problemas dos cemitérios.
Boa parte dos vereadores absteram-se de votar no requerimento justificando que esse é um momento delicado para trazer uma pessoa no Plenário para debater sobre o fato. Após um longo debate, foi sugerida a criação de um possível comitê composto pelos membros do Legislativo a fim de irem na Prefeitura e nos cemitérios.

Com a nova decisão, Pessoa adiou a apresentação do requerimento para o dia 1º de outubro. “Agora aguentemos a pressão da sociedade porque a responsabilidade recai também sobre os nossos ombros e não somente sobre o Executivo. A família está sofrendo, a população está sofrendo e com medo do que possa acontecer também com os seus entes queridos. O que não podemos é nos calar porque a situação é grave e precisa ser resolvida de fato”, afirmou Pessoa.




Por Luzia Paula. Fotos: Gleitowney Miranda / Ascom

Apreensão de mercadorias no Piauí rende R$ 22 mil de impostos; fotos!

Dantas Imobiliaria
NEURACI ROCHA - PALAZZO MONTICELLO
Motivação
WX - Village Leste
Boa Vista - Brisa Sul - Academia
Inocoop Recanto das Palmeiras
THREVO - RESERVA DOS PINHEIROS
Equipes de técnicos da Fazenda Estadual e policiais da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Ordem Tributária e as Relações de Consumo (DECCOTERC), realizaram operação no município de Água Branca nos dias 2 e 3 de setembro. O intuito é o combate a sonegação fiscal.
Durante as diligências foram feitos monitoramento de veículos e estabelecimentos comerciais, sendo detectadas irregularidades como: depósito clandestino e mercadorias transportadas em veículos sem notas fiscais.
Entre os produtos, gêneros alimentícios em geral, produtos veterinários e pneus.
Segundo um relatório das equipes, as mercadorias encontradas em situações irregulares foram avaliadas em R$ 84.000,00. Com isso foram recolhidos aos cofres públicos, R$ 22 mil em impostos.
dec1.jpg
dec2.jpg
dec3.jpg
dec4.jpg
dec5.jpg
Fonte: ASCOM

TCE-PI 'livra' Assis Carvalho dos R$ 7 milhões e passa a bola para o TCU

Em sessão plenária realizada na quinta-feira(03), o Tribunal de Contas do Estado decidiu apenas aplicar uma multa de 1.500 UFR-PI (R$ 4.065,00) para cada um dos ex-secretários de Saúde do Piauí Assis Carvalho e Telmo Mesquita referente à prestação de contas de 2010 da Secretaria. Como as denúncias de superfaturamento na realização de obras e na compra de medicamentos envolvem recursos federais, o conselheiro-relator, Abelardo Vilanova, votou pela aprovação das contas com ressalva e para que a apuração do superfaturamento fosse declinada para o Tribunal de Contas da União, que já estaria apurando o caso. O voto do relator foi aprovado por unanimidade.
O Ministério Público de Contas tinha requerido a reprovação das contas com a imputação de um débito para o deputado federal Assis Carvalho na ordem de R$ 6,9 milhões, sendo que R$ 5,7 milhões seriam do superfaturamento da compra de medicamentos através dos laboratórios alvos da Operação Gangrena, realizada pela Polícia Federal. Outro problema analisado pelo TCE foi referente aos superfaturamentos apontados no pregão 050/07, que gerou contratos de obras em hospitais de Oeiras e Picos e na reforma do Hospital Getúlio Vargas.
Atualmente, o Tribunal de Contas da União está aguardando que a Secretaria Estadual de Saúde conclua a Tomada de Contas no Pregão Eletrônico 96/2009, ocorrido no ano de 2009, época em que Assis Carvalho era secretário. Quem será cobrado pelo TCU sobre essa tomada de contas é o atual secretário Francisco Costa, cuja indicação seria do próprio Assis Carvalho.
Telmo Mesquita diz que “evitou sangria”
O advogado Válber de Assunção, que patrocinou a defesa do ex-secretário Temo Mesquita, fez questão e frisar que não havia nenhuma imputação de débito contra o gestor. Que assim que Assis Carvalho deixou a secretaria, Telmo Mesquita realizou pagamentos de “boa fé” e quando assumiu o cargo no dia 06 de abril as despesas já tinham sido liquidadas. Depois disso, o próprio Telmo teria evitado a “sangria” aos cofres públicos ao provocar uma auditoria da Controladoria Geral do Estado no referido pregão.
Trecho da defesa de Telmo Mesquita:
0assis1.jpg

Assis diz que inquérito o exime de culpa
No dia 21 de maio deste ano, o repórter do 180, Rômulo Rocha, publicou a matéria"TCU detecta superfaturamento em preços de medicamentos na SESAPI". Nela contém todas as informações sobre a questão do realinhamento de preços da compra de medicamentos. Essa alteração dos preços teria favorecidos diversos laboratórios.
O problema gerou uma ação de improbidade administrativa contra várias pessoas e o TCU ainda vai julgar se há responsabilização e quanto deve ser devolvido aos cofres públicos.MATÉRIA COMPLETA
Sobre a matéria, o deputado Assis Carvalho declarou que "na Secretaria da Saúde, não licitou, não realinhou, não comprou, nem pagou medicamentos pelo Pregão 096/09, o que ficou claro em sindicância da PGE, decisão do STF e inquérito da Polícia Federal”. LEIA MAIS
“Eu não licitei”
Esse argumento é usado pela maioria dos gestores estaduais que tem contas questionadas nos Tribunais de Contas. O motivo é que eles sempre lembram que as licitações eram concentradas na Central de Licitações, como se as suas secretarias não se envolvesse diretamente nas empresas contratadas através da referida central.
Repórter: Aquiles Nairó

Henrique Rebelo alvo em nova ação de improbidade proposta pelo MP-PI

WX - Village Leste
NEURACI ROCHA - PALAZZO MONTICELLO
RESERVA HELICONIA
Inocoop Recanto das Palmeiras
DREAM PARK ABC
Boa Vista - Brisa Sul - Academia
Dantas Imobiliaria
THREVO - RESERVA DOS PINHEIROS
A promotora Leida Diniz, propôs ação de improbidade administrativa contra os ex-gestores da Secretaria Estadual da Justiça, Cléia Coutinho Maia e Henrique Rebelo, além de dois ex-funcionários do órgão.
A ação trata de diversas irregularidades apontadas em relatório de auditoria da CGE, que analisou questões como a admissão de pessoal na secretaria, além de pagamentos indevidos de gratificações e outras parcelas remuneratórias. Ao longo de 2010 e 2011, houve diversas irregulares, desvios de função, manutenção de servidores fantasma, pagamento irregular de gratificações de periculosidade e de insalubridade, além de ouros adicionais, e admissão de pessoal sem concurso público. Segundo a petição inicial, o prejuízo com esses atos de improbidade chegou a, no mínimo, R$ 4 milhões.
1.png
Fonte: Com informações do MP